O Motivo…

Há séculos eu não atualizo esse blog. Uma vergonha. Por isso, eu queria contar que eu sumi porque:

1- Ganhei na Mega-Sena e fui torrar o dinheiro fácil em uma ilha qualquer…
2- Surtei, fiz dread no cabelo todo e resolvi ir morar na paria…
3- Matei conhecidos e fugi de carro pro Paraguai…

Tá, não foi isso. A verdade é que deu preguiça… Estava em Londres, servindo café, passando frio e conhecendo lugares que jamais pensei em conhecer… Depois cheguei meio perdida, arrependida e o tempo foi passando.

Hoje eu to aqui, me matando de trabalhar, apaixonada por ele e muitooo ansiosa. Pelo o que? Nem sei…

Caminho em frente por sentir saudades…

Sim, aqui tem um coração

Parecia que não. Mas sim, aqui existe um coração.
Sim minha gente, por mais que eu queira (e eu nem sei se eu quero mais) ser a forte, a mulher moderna, a “manda aqui que eu aguento”, aqui existe um coração.
Pronto. Falei.
Aqui tem um coração…
E é um coração bem grande, generoso, e por mais que não pareça, ele é carinhoso…
É coração manhoso, que chora durante a noite, sente saudade, frio, calor e muito amor…

E ele, que está comigo, já sentiu isso…

E esse coração que bate aqui, não muda de acordo com as estações do ano. Nem muda de acordo com os feriados. Nem fica mais agitado durante o carnaval, páscoa ou natal. É o mesmo, aqui, no frio de Londres ou lá, no calor do Brasil…

E ele, que está aqui comigo, vai sentir isso…

Pq aqui existe um coração, e ele está apaixonado!
É só isso que importa…

E ele que está aqui comigo, sabe disso…

Até quando…?

Ele chegou assim, por acaso. Como quem não quer nada, mas sempre querendo alguma coisa…
Se apresentou, me desarmou, se revelou e me conquistou.

E está aqui, comigo!
Até quando? Não sei…

Mas está aqui, comigo.
Sozinho e comigo…
Machucado e comigo…
Realizado e comigo…
Vivendo e comigo…

E eu to aqui… Com ele.
Chorando com ele
Rindo com ele
Sobrevivendo com ele

Até quando? Não sei…
Mas ele está aqui comigo e eu estou aqui com ele…
Até quando, eu realmente não sei, mas isso não me importa mais, ele está aqui comigo!

São refugiados da vida, clamando por outra realidade…
Uma nova saida…
Buscando um novo ser…
Um novo eu…
Um novo você…

São pessoas perdidas, se perdendo por completo, pra quem sabe um dia se achar, se olhar e se reconhecer.

Estamos descendo, no fundo, no escuro, no frio, no vazio.
Aqui é o lar dos renegados, loucos, solitários… Cada um com sua bagagem. Todos se apertando no mesmo barco, esbarrando nas mesmas histórias, apertando as mesmas feridas, estancando o mesmo sangue…

Dai, isso é Londres…
Essa, que você não conhece, e nunca vai compreender…
Pq sim…
Sim, o Big Ben é fantastico.
Sim, eu suspiro toda vez que vejo a London Bridge.
Sim, a Londo Eye é linda.
Mas não, não é só isso que eu tenho pra falar dela. Da Londres, que bate e assopra, mas não adianta…
Você não vai entender!

Parece, mas eu não abandonei não!

É que a vida passa muito rápido aqui… escorre pelos dedos, mesmo eu tentando segurar…

Essa experiência só começou e as mudanças são palpavéis!
É dificil cortar o cordão, desamarrar o laço, descer do salto…
É dificil saber que só depende de você,
É foda se sentir sozinha…

Mas é maravilhoso sentir o vento no rosto!
As raizes no ar…
Nunca me senti tão grande e tão pequena ao msm tempo…

Tudo que eu acreditava eu estou cortando, aos poucos, mas ta doendo…
É dolorido mudar de opinião, e ver que aquilo, aquilo que era tão grande, não é mais nada…
Ou nunca foi.

Nova pessoa nascendo por aqui.
Melhor, maior e completa.

Home

Por incrivel que pareça, eu já me sinto em casa!
Parece que eu nasci aqui…
Parece que eu já conheci esse vida…

Não tem como descrever a saida e nem a chegada!
Despois que vc passa pelo portão de embarque, os ombros relaxam, mas os joelhos pesam.
Todo fica em segundo plano.
Tudo.
Ai você fica leve e os ombros relaxam.

Agora só depende de vc.
Tudo.
Ai os joelhos pesam.

O pânico não bateu. Estranho.
Me perdi e o panico não veio.
Peguei o onibus errado e nada de pânico.
Subi no metrô errado e tb não bateu o pânico.
Não lembrava a rua de casa e nada.
Acho que o pânico tá com frio.

Aqui, vc percebe que a vida é muito mais, e só depende de vc…